segunda-feira, 26 de junho de 2017

Muito bom!

 Gostei de tudo! Foram umas horas passadas em boa companhia e com comidinha deliciosa. Sou muito preguiçosa para cozinhar e nem sequer faço nada de especial. Por isso, admiro quem investe tanto na busca de novos sabores ou, melhor dizendo, na conjugação dos vários sabores e, claro está, cozinha com tanto esmero.

 O ceviche de quinoa e algas estava simplesmente genial.
 E os gelados, sobretudo o de chocolate com pepitas... mham mham...(este, quero tentar fazer em casa).
 Sorvete de frutos vermelhos (outro que vou experimentar).
 Bolo de banana e mirtilos (também vou fazer).
A gulosa que mora em mim, adorou tudo mas tem um especial carinho pelas sobremesas, ahahah.

sábado, 24 de junho de 2017

Escrito na água

Apesar de ter gostado, esperava mais. Na verdade, começo a ficar saturada destas personagens cheias de "macaquinhos no sótão", tornam a leitura muito entediante. Penso que a estória das "nadadoras" não foi suficientemente explorada. Além disso, descobri facilmente o que tinha acontecido, o que me retirou o prazer da descoberta. 
Este ano, mais uma vez, não fui à feira do livro. Em parte tive pena, pois queria muito explorar as várias banquinhas (de livros e comidinhas, ahahah). Mas a distância, o calor, a falta de tempo e o extremo cansaço, contribuíram para acompanhar o evento à distância (na medida do possível). Fica para o ano, quem sabe.

domingo, 18 de junho de 2017

Wayward Pines

Li esta trilogia num ápice. No ano passado, vi os últimos episódios da série com o mesmo nome. Aguardei que repetissem para ver se conseguia "apanhar o fio da meada". Entretanto, descobri que era baseada numa trilogia... vai daí... Basicamente, o que se passa é que  o Homem, na sua ambição cega e patética, destrói finalmente o planeta, evoluindo a nossa espécie para algo selvagem. Há um grupo que, recorrendo a técnicas de suspensão das funções vitais, "adormece" durante muito tempo e quando acorda .... agora têm mesmo que ler os livros, ahahah.

domingo, 28 de maio de 2017

Hoje foi dia

da caminhada "Pirilampo Mágico", organizada pela Cercima. Esteve uma manhã impecável para este tipo de atividade, nem chuvosa e nem muito quente. Lá andámos pelas velhas salinas, tendo como pano de fundo o rio e a ponte Vasco da Gama. Foi mais passeio do que caminhada, dado o tamanho do grupo e a sua heterogeneidade. Poderia ter sido mais interessante, tendo em conta a história local... o guia bem tentou, mas o público não colaborou. Tive pena, pois gosto de aprender e acho que é uma questão de respeito por quem está a trabalhar. 
De qualquer das formas, foi uma bela manhã ao ar livre.
Ficam aqui alguns registos fotográficos.
 Nuvens de tempestade.
 Antiga seca do bacalhau. Agora só restam os pilares...o bacalhau já era.



 Que lindinhos! O pequenito nasceu há dois dias. 

 Fiquei dececionada por não ter percorrido um destes trilhos. Tenho que voltar!

terça-feira, 16 de maio de 2017

Código do crime

Uma excelente série que dá na RTP 2. Só a descobri ontem e já vai a meio ou quase no final. Espero sinceramente que repitam todos os episódios, desde o início. Decorre no pós-guerra, por volta dos anos cinquenta e tem como protagonistas quatro mulheres, aparentemente banais, mas de intelecto brilhante. Durante a segunda guerra mundial, estas mulheres desempenharam papéis fulcrais na derrota dos nazis. Terminada a guerra, deixou de haver lugar para elas num mundo dominado pelos homens. Assim, têm que regressar às suas antigas rotinas e fingir que não podem ser mais do que secretárias, na melhor das hipóteses. No entanto, este faz-de-conta não serve para estas senhoras. E é assim que se dedicam a desvendar crimes, sempre com a maior discrição e nunca alardeando as suas extraordinárias capacidades.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

So true

Todos os dias penso assim. O bom era manter esta atitude ao longo de todo o dia. Mas não consigo. Há pessoas e situações que  dão cabo de qualquer pessoa, por mais zen que seja. Tenho o (des)privilégio de vivenciar isto todos os dias, eheheh. Por isso, sou muito grata por tudo o que me faz bem. 

Esta imagem foi tirada do Pinterest e foi-me enviada pela minha irmã (gracias).

domingo, 14 de maio de 2017

E hoje foi assim

Fui fazer um workshop de snacks e piqueniques no Instituto Macrobiótico de Portugal. Fiquei com vontade de aprender mais. Ensinaram algumas receitas que quero reproduzir em casa. Outras, achei interessantes, mas muito complexas e de confecção morosa. Visitei a loja e fiquei chocada com os preços dos vários ingredientes. Seguir exclusivamente esta dieta deve ser dispendioso, eheheh. Bem, o que interessa, é que foram umas horas muito bem passadas e, no final, tivemos direito a degustar o que foi cozinhado. E estava tudo delicioso!
 Sala de refeições, aberta ao público. Gostei muito do esquema de cores e, sobretudo, do papel de parede.
 Pormenor da entrada.
 Amendoins com wasabi
 Sopa fria de pepino e hortelã
 Chá frio de maçã e limão
 Taboulé de arame com amendoim e muffin salgado com algas
 Quiche de alho-francês
Empada de maçã e quadrados de figo